Posts Recentes

DESMITIFICANDO ROCK E CERVEJA – PARTE 3

DESMITIFICANDO ROCK E CERVEJA – PARTE 3

Por  Henrique Carnevalli, t.izêro, Sommelier de Cervejas, amo música desde pirralho, noveleiro, corinthiano sofredor e cofundador do site RockBreja. O estilo Heavy Metal é um do gêneros que já logo vem a frase na cabeça, Ame ou Odeie! Assim vale para os estilos que trazem 

DESMITIFICANDO ROCK E CERVEJA – PARTE 2

DESMITIFICANDO ROCK E CERVEJA – PARTE 2

Por  Henrique Carnevalli, t.izêro, Sommelier de Cervejas, amo música desde pirralho, noveleiro, corinthiano sofredor e cofundador do site RockBreja. Novas sensações, muito colorido, uma viagem para outro mundo, se caracteriza com o estilo Rock Psicodélico e qual estilo de cerveja combina? Que tal Fruit Beer 

DIA MUNDIAL DO ROCK

DIA MUNDIAL DO ROCK

Por André “Carioca” Souza, sagitariano, louco por números e cerveja, mestre em estilos, especialista em harmonização e técnico cervejeiro, desde 2008 desvendando e ensinando a arte de degustar o líquido sagrado, a cerveja, claro! Responsável pela divulgação de conteúdo do @embxdrs.da.cerva.

Leia também: MÚSICA E CERVEJA

E aí pessoal, tudo bem? Falar do dia mundial do Rock que é comemorado hoje no Brasil, 13.07.21, pra mim é muito fácil!

Apesar de ser carioca, a terra do Samba e do Carnaval, passei minha vida inteira sendo influenciado por amigos que (graças a Deus), por serem mais velhos, já conheciam o estilo ou tinham uma banda de rock, mas também pela minha irmã que me levava com ela nos shows de rock escondido da minha mãe ahahahahaha.

Foi ai que com 16 anos comprei minha primeira guitarra Fernandes Japonesa original (que tenho até hoje!) e comecei a tocar lá no Garage (o local sagrado de todos os iniciantes em bandas no RJ).

A partir dali não parei mais e cada dia eu sou mais apaixonado por este estilo que transmite ao mesmo tempo o som da rebeldia e dos ritmos dançantes clássicos.

UM DIA, UM SHOW ICÔNICO

Mas se vocês se perguntam, qual a origem do dia mundial do Rock? Bom, a resposta é meio esquisita mas vale: A celebração da data “mundial” é comemorada somente no Brasil e sua origem é uma homenagem ao show que ficou conhecido como LIVE AID, um megaevento organizado por Bob Geldof, e ocorreu nesta data no ano de 1985 com o objetivo de angariar fundos para o fim da fome na Etiópia. Ficou famoso pois vários artistas e cantores do rock prestigiaram o evento e com isso ficou conhecido mundialmente.

Porém, no Brasil a data ficou conhecida por iniciativa de duas rádios que mencionavam o evento neste dia e por aceitação popular dos ouvintes passou a ser um marco na história do Rock no Brasil, comemorada até hoje!

Imagens show Live Aids no estádio de Wembley (Inglaterra)
Imagens show Live Aids no estádio de Wembley (Inglaterra)

Mas vocês sabem dizer como surgiu o Rock N’ Roll? A resposta correta é: ninguém sabe ao certo! Por isso, vou contar a vocês um pouco da história e evolução deste ritmo que nunca irá morrer e harmonizar essas décadas maravilhosas com uma super cerveja da Paulistânia, afinal rock e Paulistânia harmonizam demais!

Década de 40

Tudo leva a crer que o estilo musical mais tocado no mundo começou por volta de 1940 em solo norte americano, mais precisamente nas cidades de Memphis, New Orleans e Texas, entre outras, e por influência direta dos estilos Country, Folk, Rhythm & Blues, Jazz, Blues clássico e, claro, do Gospel americano.

Estes estilos eram tradicionais e influenciados por harmonizações sonoras mas com uma pegada mais forte, trazida pela guitarra elétrica e batidas da bateria, marcadas pelo contrabaixo que eram utilizados nesta época. A guitarra elétrica foi “inventada” em torno de 1930 onde as evoluções dos captadores eletromagnéticos foram fundamentais para sua origem.

Daí pra frente tudo tende a melhorar. Vários cantores e bandas começaram a chamar este novo estilo, com uma pegada mais forte e mais agitada, de Rock (do termo dançante, estar em êxtase, e até, incitar à alegria do momento) e Roll (que vem de rolling, ou mesmo rolar, com uma conotação mais picante, vamos assim dizer). Por isso, em tradução livre, Rock N’ Roll pode ser traduzido como “balançar e rolar”.

As “origens” são associadas a Louis Jordan, Sister Rosetta Tharper Goree Carter, entre muitos outros. Agora, imagine-se naquela época, qual bebida você escolheria para harmonizar com o ritmo dançante do rock? Com certeza seria uma bela escolha uma cerveja Pilsen, muito tradicional naquela época. Eu escolho para vocês experimentarem a Paulistânia Marco Zero.

Esta cerveja premiadíssima e consagrada como um marco inicial da Paulistânia é bem equilibrada no malte e no lúpulo. Aromática e refrescante, é límpida e extremamente clássica, tudo que uma música com uma guitarra das antigas merece!

Rock anos 40

Décadas de 50 e 60

Após o estrondoso sucesso do novo estilo musical, vários cantores e compositores aderiram ao estilo e fizeram músicas mais provocantes no qual não se conseguia ficar parado!

Elvis Presley
Eterno Rei do Rock Elvis Presley

Na década de 50, dentre eles temos que citar Bill Halley (Rock around the clock), Buddy Holly, Chuck Berry, Little Richard e claro, o rei do rock, Elvis Presley (Jailhouse Rock). O rock começa então, a partir daí, a se tornar um estilo que aparecia frequentemente nas TVS americanas (em preto e branco) para o púbico de predominância branca e rica.

Porém, o sucesso ultrapassou barreiras e a Grã-Bretanha se rendeu à novidade e começaram a surgir nomes conhecidos como Cliff Richard, Robert Johnson, Muddy Waters, entre outros.

The Beatles e Rolling Stones
The Beatles e Rolling Stones

Já na década de 60, bandas consagradas se lançariam ao mercado como Animals, Yardbirds, Rolling Stones e o famoso quarteto de Liverpool: The Beatles! Outros nomes consagrados também deram seus ares, em especial Aretha Franklin e Jerry Lee Lewis. O rock chegou pra ficar!

Paulistânia Caminho das Índias

E para ficar com uma sensação de descobrimento de algo novo e inusitado, que tal experimentar uma cerveja que homenageia os descobridores do Brasil: Paulistânia Caminho das Índias!

Uma Session IPA de respeito, com uma pegada de lúpulo americano e adição de açafrão das índias, porém com o equilíbrio dos maltes importados e um teor alcoólico de 4,2% dando aquele ritmo acelerado ao coração a cada gole, assim como é no rock!

Décadas de 70 e 80

Nestas décadas o tradicional rock n’ roll deu lugar às suas variações e diferentes sub estilos musicais.

Dentre eles temos a rebeldia do Punk Rock com bandas como Ramones, The Clash, Dead Kennedys, Bad Religion, entre outras, e também aos sub estilos do Rock progressivo como Pink Floyd, Yes, Rush, Genesis, Jethro Tull, Marillion e Led Zeppelin, e no Brasil, Secos e Molhados e Os Mutantes).

Bandas década de 70
Bandas inicio década de 70

E, por que não, ao bom Heavy Metal com bandas com letras de origens satânicas como Black Sabbath, Judas Priest, Iron Maiden (já experimentou as cervejas da banda? Veja elas aqui neste blog), Deep Purple, Motörhead, Scorpions, e etc.

Paulistânia Ipiranga

Era uma época de mais liberdade de expressão onde muitos artistas eram contra a guerra do Vietnã (1975) e foram influenciados pelo maior festival de rock de todos os tempos: Woodstock (que apesar de ter ocorrido entre 15 e 18 de agosto de 1969 influenciou gerações nas décadas seguintes.

E pra harmonizar esta época de abertura de novos estilos, que tal abrir uma Ipiranga da Paulistânia? Com uma pegada mais pesada, mais erudita, uma cerveja diferenciada e envelhecida em barril de amburana, com teor alcoólico heavy metal de 7,2% e claro, um corpo intenso e avermelhado com notas de rubi e sabor de notas caramelizadas, uma verdadeira viagem, assim como o rock da década de 70.

Indo um pouco mais adiante, as variações de estilos se propagaram e deram origem a estilos mais melódicos e rápidos, tendo a influência de grandes guitarristas eruditos que transformaram a época.

Bandas inicio década de 80

Nesta década temos nada menos que bandas como Van Halen, Bon Jovi, Metallica, Megadeth, Guns N’ Roses, só para citar os maiores! A guitarra começa a se destacar pelo som muito mais pesado!

Para combinar com essa pegada, que tal uma Paulistânia Pátio do Colégio? Uma belgian tripel bem encorpada com adição de cardamomo, que dá uma pitada picante no retrogosto e um corpo aveludado e caramelizado com um abv de 8%! Realmente uma pauleira!

No Brasil, as bandas mais marcantes da época foram Titãs, Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho e Capital Inicial. Um brinde à ascensão do rock nacional!!!!

Bandas brasileiras inicio década de 80

Décadas de 90 até os dias de hoje

Bandas brasileiras inicio década de 90

E o que podemos falar da década de 90, sem pensar nos movimentos alternativos, rock com uma pegada simples, porém com atitude!

Foi assim que começou o movimento grunge, liderado por bandas como Nirvana, Pearl Jam, Alice in Chains, e outros estilos alternativos com Green Day, Oasis, entre várias outras. No Brasil foi o início de bandas como Charlie Brown Jr., O Rappa, Raimundos e os divertidos Mamonas Assassinas!

Nas décadas mais atuais, que vai de 2000 até os dias de hoje, poucas bandas se tornaram influentes no mundo do rock. O rock ganha aí uma cara mais moderna, mais eletrônica e com isso se sobressaíram bandas como Evanescence, The Strokes, The Killers e Artic Monkeys.

Paulistânia Viaduto do Chá

No Brasil temos exemplos com Pitty, CPM22 e NX Zero. E para harmonizar com estas bandas, eu indico a Paulistânia Viaduto do Chá! Uma bela cerveja do estilo American Hop Lager. Saborosa no paladar, possui adição de erva mate e os lúpulos americanos que dão um toque de “limão” bem equilibrado nesta cerveja, lembrando as origens do verdadeiro rock n’ roll que nasceu na América do Norte!

Então é isso pessoal, espero que tenham curtido essas harmonizações em homenagem ao dia do rock com as cervejas top da Paulistânia. Você encontra todas essas cervejas citadas aqui e muitas outras no site da confrariapaulistaniastore.com.br. Quer nos dar uma dica? Então escreva aqui nos comentários e deixe a sua imaginação fluir. Certeza que o importante é vocês curtirem uma boa cerveja em boa companhia e de preferência ouvindo um bom e velho rock n’ roll, ok? Saúde e até a próxima! O Rock nunca deixará de existir, Long Live Rock N’ Roll!